#146 - Por que o nome do blog é Potássio-40 ?

                 Índice do Blog

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

Em 1969, ganhei de uma colega de ginásio uma tabela periódica muito bacana.

Nela consta que o potássio é naturalmente radioativo. Eu não sabia desse fato !



Nenhum professor ou texto que tinha lido até então afirmava isso, os elementos naturalmente radioativos que eu conhecia eram o urânio o tório e seus filhos.
Também conhecia o carbono-14, famoso das datações arqueológicas, ele é produzido o tempo todo na alta atmosfera pelas astropartículas.

Os reatores e explosões nucleares produzem uma infinidade de elementos radioativos, mas são todos artificiais.

A excelente enciclopédia Ciência Ilustrada, lançada naquela época, mostra o isótopo 40 do potássio como sendo estável !



A minha estranheza deveu-se principalmente pelo fato dele ser essencial a vida, temos cerca de 140 gramas de potássio em nosso organismo.

Além disso, é o íon metálico do qual necessitamos a maior reposição diária.

Potássio.....4700 mg
Sódio........1500 mg
Cálcio........1000 mg
Magnésio.....420 mg

Então, decidi por conta própria, fazendo experimentos, desvendar se o potássio realmente é radioativo ou aquela informação na tabela periódica não passa de um erro de impressão.

Hoje, sabemos que no Potássio existe 0,012 % de um isótopo radioativo natural, o Potássio-40, sua meia vida é 1,26 bilhões de anos.

Um grama de Potássio produz 30,65 desintegrações por segundo.

Sendo 88,8 % emissão de partículas Beta resultando em Cálcio-40 e 11,2 % de emissão de radiação Gama resultando em Argônio-40.

Mas, o Potássio não para de me surpreender.
Acontece que a energia da radiação gama emitida pelo potássio-40 é suficientemente alta (1,5 MeV) para gerar pares pósitrons/elétrons.

Então, o mais surpreendente acerca do Potássio é que ele pode gerar em 0,001% dos eventos (1), pósitrons, ou seja, antimatéria.

Portanto, diariamente temos ~420 eventos de antimatéria ocorrendo em nosso organismo !

Por sua vez, o aniquilamento dos pósitrons gera radiação gama que se somara aos pulsos detectados neste ensaio (2) e em todos os outros ensaios com a radioatividade do potássio. 

Então, podemos dizer que o nosso corpo é uma usina de antimatéria.  
E não é só isso, você sabia que pares pósitrons/elétrons, antes da aniquilação, formam um átomo ainda mais leve que o hidrogênio chamado positrônio com meia vida de 10^-10 s.

A primeira observação experimental da existência do positrônio foi feita em 1951 por Deutsch (3).

O blog mostra a trajetória das descobertas que viriam a partir desse singelo presente, algumas das quais eu nem suspeitava !

(1) https://en.wikipedia.org/wiki/Potassium-40
https://journals.aps.org/pr/abstract/10.1103/PhysRev.126.1818

(2) Radioatividade do Potássio metálico

https://potassio-40.blogspot.com/2019/11/radioatividade-do-potassio-metalico.html

(3) Física das Radiações - Emico Okuno e Elisabeth Yoshimura - Oficina de Textos







Comentários

  1. É interessante notar como pequenos detalhes às vezes servem para despertar a nossa curiosidade para um assunto! Quando garoto, devia ter uns seis ou sete anos, me interessei pelo tema quando fui ao aniversário de um familiar no Rio e lá, lendo uma revista com uma reportagem sobre Hiroshima e Nagasaki, fiquei intrigado sobre "aquela tal de radioatividade", cujas minúsculas partículas podiam ser usadas para tirar um raio-X e ajudar a salvar alguém ou para matar toda a população de uma cidade. Tanto perturbei os meus pais para saber mais a respeito, que, no meu aniversário, ganhei um conjunto de dez livrinhos sobre Ciência, em que o sexto ou sétimo (que separei para ler primeiro), trazia por título "RADIOATIVIDADE"...

    ResponderExcluir
  2. Muito legal me motivou a ler mais química depois de 40 anos de Quimica de petroleo e ha 4 anos aposentado! A ciência e Linda!

    ResponderExcluir
  3. É o melhor site que já visitei, tanto em física como em eletrônica, por isto sempre que possível,
    estou visitando o mesmo, sou técnico em eletrônica aposentado, e já montei 3 kits de contador Geiger. Estou muito feliz com os experimentos ,recentemente comprei na CHINA detectores de fumaça com amerício para testar meus kits.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

#042 - Radioatividade do filamento da Magnétron #1

#037 - A radioatividade do Granito

#034 - Índice do Blog

#023 - Joule Thief

#038 - Chumbo na fumaça

#052 - Impressora Jato de Tinta

#046 - Kit de Química da John Adams