Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2019

#118 - Contador Geiger Minimalista com Buzzer

Imagem
                          Índice do Blog O objetivo deste ensaio é demonstrar o funcionamento da válvula Geiger-Müller russa SBM-20 na configuração mínima com um buzzer. Escrito e desenvolvido por Léo Corradini O circuito é composto por um capacitor de poliéster metalizado de 1µF 630V e um resistor de 10 M ligados em série com a válvula SBM-20. Em paralelo com a válvula, coloquei um buzzer piezoelétrico em série com um capacitor de 10nF 2kV. Uma chave em série com o capacitor de  1µF permite desligar o circuito. Nessa configuração, um buzzer gera os estalos característicos dos contadores Geiger. O resistor de valor alto (10M) é importante para ajudar a válvula extinguir a cascata de elétrons e também limitar a corrente. Estrutura e funcionamento da válvula SBM-20 As cascatas de elétrons dentro da válvula, produzidas por eventos de radioatividade, descarregam o capacitor de 10nF em série com o buzzer (que também se comporta como um capacitor, porém de valor men

#117 - Gamagrafia

Imagem
O objetivo desta postagem é mostrar os dois primeiros ensaios de gamagrafia usando uma minúscula e segura fonte de radiação Gama de Amerício-241. Escrito e desenvolvido por Léo Corradini Princípio de funcionamento da gamagrafia: Gamagrafia é uma radiografia que utiliza a radiação Gama no lugar dos raios X. A radiação Gama é produzida no núcleo do átomo enquanto que os raios X são produzidos na eletrosfera. Esses dois tipos de radiação tê m comprimento de onda muito curto e permite que elas atravessem com certa facilidade a matéria. Quanto menos densa for a matéria mais transparente será para essas radiações. O filme fotográfico é sensível tanto aos raios X quanto à radiação Gama.  Depois de revelado, o filme apresenta escurecimento proporcional à radiação recebida. As partes menos densas, do objeto radiografado,  facilitam a passagem da radiação e formam marcas mais escuras no filme. Assim, podemos fazer um retrato interno dos mais variados objetos.  Nestes ensai

#116 - Vitamina C na Acerola

Imagem
                                  Índice do Blog Ensaio da quantidade de vitamina C na acerola. Escrito e desenvolvido por Léo Corradini Teoria do ensaio: A propriedade redutora da Vitamina C permite quantificá-la de forma relativamente simples. Podemos titular a Vitamina C usando a boa e velha iodimetria, ou seja, usando uma solução de iodo com a concentração conhecida.  A Vitamina C (Ácido Ascórbico) reage com o Iodo produzindo Ácido Dehidroascórbico e íons iodeto incolores. Sabemos que um íon de Vitamina C (Ácido Ascórbico) reduz dois átomos de Iodo, transformando-os em íons iodeto incolores. Assim, 1 mol de Ácido Ascórbico reage com 2 mols de átomos de Iodo e produz 2 mols de íons iodeto e 1 mol de íons de Ácido Dehidroascórbico. Temos então que 176,13 gramas de Ácido Ascórbico reagem com 253,8 gramas de Iodo. Padrão de iodo: Fazer uma solução usando 25 mg de cristais de iodo e 1 g de iodeto de potássio dissolvidos em água destilada suficiente para 25 mL.