Postagens

Radioatividade do adubo de Potássio

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar a radioatividade do adubo de potássio e usando a radiação quantificar aproximadamente o cloreto de potássio presente.



Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

 O adubo de potássio (1) é extraído da natureza e é beneficiado de forma a concentrar seu principal constituinte que é o cloreto de potássio, sua cor avermelhada é devida ao óxido de ferro também presente na jazida.

Para este ensaio cobri as amostras junto com a válvula Geiger-Müller SBM-20 (2) com uma embalagem de polipropileno.
Dessa forma, há uma pequena redução na radiação de fundo (3), mas o principal objetivo dessa pratica é proteger a válvula já que ela fica muito exposta.
Essa redução da radiação de fundo está relacionada com fluxo de ar sobre a válvula.

Esse fenômeno ficou bem evidenciado neste ensaio:

Detectando o Radônio # 2
https://potassio-40.blogspot.com/2020/01/detectando-o-radonio-2.html

A ideia é comparar a radioatividade do adubo bruto com a do cloreto de potássio grau P…

Kit de Química da Guaporé

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é apresentar o manual de instruções de um kit de química da Guaporé que fez muito sucesso nas décadas de 1960 e 1970.

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini



Com a informações contidas nesse manual podemos refazer todos os experimentos do antigo kit.
Estou montando um kit semelhante com reagentes encontrados em; supermercados, farmácias, lojas de autopeças, lojas de produtos agropecuários, lojas de material de limpeza e lojas de essências. 



Infelizmente, não temos mais, no Brasil, kits com a quantidade de reagentes como aqueles da Guaporé.

Foto do kit da Guaporé, encontrada na internet. 
















Câmara de Ionização #2

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar uma sugestão de câmara de ionização com ajuste de zero.



Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

A câmara de ionização é uma das formas tradicionais para detectar e medir a radioatividade.
O ajuste de zero não é essencial para o bom funcionamento dessa câmara, fiz essa modificação motivado mais como um desafio pessoal.

Teoria de funcionamento:

A radioatividade tem como uma de suas principais características ionizar a matéria.
Assim, ela é capaz de ionizar o ar e torná-lo condutor, então podemos usar essa propriedade para produzir um detector/medidor de radiação.
Que consiste em projetar um dispositivo que seja capaz de medir a condutividade elétrica do ar.

A figura mostra o funcionamento básico de uma câmara de ionização clássica.



Esse esquema é parecido com o de um contador Geiger–Müller, porém usei uma tensão de polarização dos eletrodos bem mais baixa (12V) e ar à pressão atmosférica.
Nessas condições, a câmara comporta-se como um medidor pro…

Pilha de Gravidade #3

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar uma pilha voltaica com uma montagem diferente das habituais.



Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

Nesta montagem, o ânodo de zinco é granulado e colocado numa cesta de aço inox.
Dessa forma, não necessitamos de uma lâmina ou barra de zinco. 


Teoria da pilha voltaica de cobre e zinco:

A pilha voltaica, com ânodo de zinco e cátodo de cobre, é uma forma engenhosa de produzir uma corrente elétrica a partir de um fenômeno que ocorre espontaneamente.

Ou seja, quando o zinco metálico é colocado em uma solução onde existem íons de cobre acontece a chamada redução dos íons de cobre e a oxidação do zinco metálico.

Em outras palavras, os íons de cobre recebem elétrons e transformam-se em cobre metálico e o zinco metálico perde elétrons e transforma-se em íons de zinco.
O que observamos visualmente, é a superfície do zinco metálico cobrir-se com uma camada avermelhada de cobre metálico e a solução perder a bonita cor azulada.


Só que não podemos aprovei…