Postagens

Detectando o Radônio # 2

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar o ensaio da radioatividade no fluxo de ar.


Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

O ensaio consiste em passar um fluxo de ar pela válvula Geiger, minha expectativa era que o valor da radioatividade fosse maior que a radiação de fundo.

Teoria do ensaio:

O gás radônio e seus filhos provenientes de solos e rochas estão presentes na atmosfera.

No ambiente doméstico, eles são produzidos principalmente pelos granitos.

A renovação constante do ar, e consequentemente dos materiais radioativos no entorno da válvula Geiger poderiam aumentar as contagens de radiação.

Montagem do ensaio:


Coloquei uma ventoinha de fonte de PC no interior de uma caixa de polipropileno soprando o ar para fora através de uma abertura.



Fiz outra abertura com o tamanho um pouco maior que a válvula Geiger no lado oposto.  


Assim, quando a ventoinha for ligada, haverá um fluxo contante de ar pela válvula.


Foram dois ensaios de 24 horas cada na cozinha, um com a ventoinha ligada e …

Polaridade do Polônio # 1

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar o primeiro ensaio para determinar a polaridade da carga elétrica do átomo de polônio-218 no momento de seu nascimento a partir da desintegração do radônio-222.



Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

Quem acompanha este blog certamente já leu que o radônio-222, pela emissão de uma partícula Alfa, transforma-se em polônio-218 que fica momentaneamente carregado eletricamente.

A questão é: 

Qual a carga elétrica momentânea assumida pelo átomo de polônio?

Se ele perdeu dois prótons e dois nêutrons, podemos pensar que ele assume uma carga elétrica negativa por conta dos dois elétrons excedentes na eletrosfera.

Para investigar essa questão desenvolvi um experimento.

A estratégia adotada é medir a radioatividade nas proximidades de uma peça de metal carregada eletricamente, hora com cargas positivas e hora com cargas negativas.

Minha expectativa é que os átomos de polônio (1) recentemente formados no ar sejam atraídos preferencialmente para a peça d…

Gamagrafia do cátodo da SBM-20

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar o ensaio de gamagrafia do cátodo da válvula Geiger SBM-20 usando uma minúscula e segura fonte de radiação Gama de Amerício-241.



Escrito e desenvolvido por Léo Corradini





Veja o princípio de funcionamento da gamagrafia nesta postagem:
Gamagrafia
https://potassio-40.blogspot.com/2019/02/gamagrafia-01.html

A exposição deste ensaio teve duração de 21 dias e a distância da fonte de radiação até o filme foi de 30 mm.



Filme, depois de revelado:



Podemos ver o fio soldado ao terminal do cátodo e o selo de vidro por onde foi feito o vácuo e posterior enchimento com os gases em baixa pressão.   

Fiz essa gamagrafia como orientação para poder desmontar os terminais de cátodo e anodo da válvula, deixando somente os fios de conexão. 

Agora, eu sei onde serrar, com segurança, a isolação de baquelite.
Sem essa informação, haveria o risco muito grande de quebrar o bico de vidro de enchimento e perder a válvula.  

Minha intenção é futuramente fazer uma sonda de rad…

Radioatividade do Potássio metálico

Imagem
Índice do Blog

O objetivo deste ensaio e testar a radioatividade de uma amostra de 10 gramas de potássio metálico em pedaços.



Escrito e desenvolvido por Léo Corradini 

Neste blog, fizemos várias medições da radioatividade do cloreto de potássio que serviram de referência para muitos ensaios, agora chegou a hora de medir a radiação do metal puro!

Teoria do ensaio:


O estado de oxidação de um átomo radioativo não afeta a sua propriedade de emitir espontaneamente energia na forma de partículas e ondas.


Assim, tanto o potássio metálico quanto o cloreto de potássio, e todos os outros compostos de potássio, são radioativos.

O potássio é naturalmente composto por três isótopos, um deles é radioativo:

                Potássio-39 - 93,26 % - estável
                Potássio-40 - 0,0117 % - radioativo
                Potássio-41 - 6,73 % - estável

A meia vida do Potássio-40 é 1,26 bilhão de anos.

Um grama de Potássio produz 30,65 desintegrações por segundo.
Sendo 88,8 % emissão de partículas Beta resultando …

Radium Emanator

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar mais um antigo dispositivo que deixava a água radioativa com a finalidade terapêutica.

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

Houve um tempo em que a panaceia da moda era a radioatividade.

Este dispositivo incomum, com aproximadamente 10 polegadas de altura, foi fabricado pela Radium Life, Inc. de Los Angeles entre 1927 e 1929.

O Radium Emanator foi projetado para ser colocado durante a noite na água, para que um suprimento pronto de água radioativa estivesse disponível no dia seguinte para beber. 
Parece ter sido feito de cimento misturado com minério de urânio.

Minérios de urânio emitem radônio, um gás radioativo que vai tornar a água também radioativa.

Ele prometia deixar a água com 2500 unidades Maches.

Águas minerais costumam ter na fonte ~ 10 Maches, (1 Mache equivale a 13,5 Bq/L, ou seja, 13,5 desintegrações nucleares por segundo por litro).

Naqueles tempos, acreditava-se que a radioatividade fazia bem para a saúde.

Ainda estávamos vive…

Transistor AF116 e os Tin Whiskers

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é apresentar o fenômeno chamado Tin Whiskers.

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini



Um dos meus primeiros projetos foi um receptor super-regenerativo para a faixa de 27MHz com o lendário transistor de germânio AF116 com um estágio amplificador de áudio com o transistor OC71.
Usava um fone de ouvido com um cristal piezoelétrico de sal de Rochelle (tartarato duplo de sódio e potássio).

Mas, o motivo desta pequena história são os relatos sobre um curioso fenômeno que ocorre nos transistores de germânio vintage da família AF e seus primos.

Recentemente achei alguns AF116 a venda no eBay, porém ao recebê-los e testá-los notei que existia um curto-circuito entre a carcaça (shield) e o terminal do emissor, algo em torno de 25 ohms.



E 69 ohms entre a carcaça e o coletor.



Com esses valores, imaginei que ele estava afetado pelos famosos e curiosos Tin Whiskers (bigodes de estanho).  

Com o tempo, a camada de estanho do interior do transistor produz filamentos …

Detector de Micro-ondas Robusto

Imagem
Índice do Blog

O objetivo desta postagem é mostrar o protótipo de um detector de micro-ondas robusto.

Escrito de desenvolvido por Léo Corradini



Teoria e projeto do detector de micro-ondas:

https://potassio-40.blogspot.com/2019/01/detector-de-micro-ondas.html

Neste protótipo, usei uma placa de circuito impresso para fazer a antena e soldar todos os componentes, dessa forma, a montagem ficou muito mais robusta.

Nos protótipos anteriores, a antena ficava muito exposta e sujeita a deformações. 

A foto mostra a saída de sinal do detector ligada a um osciloscópio.
Podemos ver os momentos em a válvula magnétron está ativa.
O detector está a cerca de 1 metro do forno.


Minha intenção inicial era desenvolver um dispositivo para testar rapidamente um modem Wi-Fi.
De fato, ele funciona muito bem para essa finalidade. 

https://youtu.be/J6ccZc5Ncp4

Porém, por curiosidade, decidi testar em fornos de micro-ondas e descobri que praticamente todos os aparelhos testados apresentavam algum grau de vazamento.

O vazamen…