#171 - Prateação por contato

O objetivo desta postagem é mostrar um método para pratear o cobre de circuitos impressos sem o auxilio de corrente elétrica.

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

 

Este método permite pratear a superfície do cobre de placas de circuito impressos com as trilhas já definidas.

Procedimento:

Dissolver cinco gramas de ferrocianeto de potássio (K4[Fe(CN)6].3H2O) em 50 mL de água destilada.

Colocar um pedaço de prata pura dentro dessa solução e deixar no sol por alguns dias, agitar de tempos em tempos.

 


As equações das reações são iguais às desta postagem (1) porém substituindo o ouro (Au) por prata (Ag).
Filtrar a solução para retirar o hidróxido de ferro formado.

Agora, é só mergulhar a placa na solução e agitar.
É muito importante dar um bom acabamento no cobre antes de pratear.
Polir com lã fina de aço embebida com detergente neutro, depois enxaguar e secar com um pano de algodão limpo.
O polimento é importante porque a camada de prata é produzida na troca átomo a átomo do cobre da superfície.
O brilho da nova camada tende a acompanhar o brilho da camada original.

Uma boa fonte de prata pura são os contatos de teclados de PC.

Recortar em pedaços menores e mergulhar na solução.


Depois de exposto ao sol ocorre a formação do precipitado de hidróxido de ferro.


Conclusão:

A camada de prata é finíssima, mas dá outro aspecto na placa pronta.

Veja também:

Índice do Blog
https://potassio-40.blogspot.com/2017/11/blog-post.html

(1) Ouro dos Conectores #1
https://potassio-40.blogspot.com/2021/05/169-ouro-dos-conectores-1.html

Estanhando PCI
https://potassio-40.blogspot.com/2017/11/o-objetivo-desse-ensaio-e-mostrar-um.html

Depósito galvânico de Estanho
https://potassio-40.blogspot.com/2017/11/o-objetivo-deste-ensaio-e-determinar_8.html

Comentários

  1. Muito interessante, Léo!
    Seria essa a formulação do antigo "Pratex", que comprávamos nas lojas de eletrônica? Lembro que o mesmo tinha um cheiro de amêndoas, que é comum às formulações com cianetos. Uma pena que deixou de ser vendido!

    ResponderExcluir
  2. Não Miguel, esta fórmula usa um precursor muito menos tóxico, porém a formulação é mais complicada.
    Acredito que não seria economicamente viável para uma indústria.

    ResponderExcluir
  3. A Adilmarti vende um liquido prateador a frio, que funciona muito bem, funciona esfregando com bombril, que segundo o fabricante auxilia na troca de eletrons. Será que a formula é parecida com essa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço a fórmula da Adilmarti, mas acredito que seja diferente.
      Este método é muito complicado para uma indústria e eleva o custo de produção.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

#042 - Radioatividade do filamento da Magnétron #1

#037 - A radioatividade do Granito

#034 - Índice do Blog

#023 - Joule Thief

#038 - Chumbo na fumaça

#046 - Kit de Química da John Adams

#052 - Impressora Jato de Tinta