#136 - Contador Geiger Radalert 50

                      Índice do Blog

O objetivo desta postagem é apresentar o contador Geiger Radalert 50.
Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

Comprei o aparelho usado e em bom estado pelo eBay.
Achei esse modelo interessante porque usa a válvula Geiger-Müller LND-712 com janela de mica, dessa forma ele é capaz de detectar também a radiação Alfa, além da Beta e Gama.

A válvula LND-712 é nossa velha conhecida, mais informações aqui:
https://potassio-40.blogspot.com/2017/11/contador-geiger-muller.html

Outro aspecto interessante é que ele tem três formas de apresentação da informação da radiação no display; mR/hr, CPM e Total, ou seja:

mR/hr -> miliRoentgen/hora

 1 mR/hr equivale a 10 µSv/hr

CPM -> Contagens Por Minuto

Total -> Totaliza os pulsos produzidos pelos eventos de radiação detectados pela válvula.

O modo "Total" é usado para detecção de baixos níveis de radiação.
Quem acompanha este blog sabe que é a forma preferencial nos meus ensaios.

Vista traseira

Vistas internas


 Tensão de polarização da válvula LND-712
A tensão está dentro dos valores especificados para essa válvula, entre 450 e 650V.

A janela de mica da válvula estava excessivamente contaminada com o pó de entrou pela grade de proteção.


Acredito que o pó, pode reduzir a sensibilidade da válvula às partículas Alfa.
Então, decidi tirar o excesso com um pincel bem macio com muito cuidado porque a mica é extremamente delicada.

Com a limpeza, ficou mais evidente um risco de origem desconhecida na camada de tinta cinza. 
Acredito que essa tinta é aplicada sobre a mica para reduzir a incidência de luz no interior da câmara e prevenir o efeito fotoelétrico que causaria pulsos erráticos.

Grade de proteção da janela de mica

Curiosamente os projetistas desse aparelho não atenderam a duas recomendações do fabricante da válvula LND-712.

Datasheet LND-712:
https://www.lndinc.com/products/geiger-mueller-tubes/712/



A primeira é polarizar o ânodo através de um resistor de 10M, foi usado um resistor de 2,2M (R45).
A segunda recomendação é ligar o cátodo diretamente ao GND do circuito, está ligada a entrada de um pré-amplificador, transistor Q11 e componentes de polarização.

As consequências para essas decisões são a
redução da vida útil da válvula Geiger-Müller e maior suscetibilidade à interferência eletromagnética.

A superfície do cátodo funciona como uma antena, principalmente porque não existe blindagem sobre a LND-712. 

Acredito que foi montado por volta do ano 2002, porque a válvula LND-712 foi fabricada na semana 18 do ano 2002, a PCI foi fabricada em 2001 e grande parte dos componentes eletrônicos em 2000.

Manual do aparelho:
https://medcom.com/downloads/Radalert_50_manual.pdf

Esse aparelho será interessante como pesquisador de campo junto o meu contador analógico:
https://potassio-40.blogspot.com/2018/03/contador-geiger-classico.html


Detectando partículas Alfa com o Radalert 50:
https://youtu.be/wAe2K4NdQSU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

#042 - Radioatividade do filamento da Magnétron #1

#037 - A radioatividade do Granito

#034 - Índice do Blog

#023 - Joule Thief

#038 - Chumbo na fumaça

#046 - Kit de Química da John Adams

#052 - Impressora Jato de Tinta