#081 - hp 25

                          Índice do Blog

Em 1976 a minha régua de cálculo enfrentou uma rival muito poderosa.

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

Nesse ano, comprei a mais bela calculadora científica de todos os tempos, a hp25.




Que além de estado da arte era programável, em outras palavras, um dos primeiros computadores pessoais portáteis!

Ter um computador portátil era algo fantástico para a época, principalmente para quem usava uma régua de cálculo.




Programar com um espaço de 49 linhas parece muito limitado para os dias de hoje mas em 1976 era mais que suficiente.

Um algoritmo muito útil é a Regressão Linear, que atualmente está presente diretamente no teclado da maioria das calculadoras, necessitava de 44 linhas da memória de programa.





A figura mostra o arranjo das memórias de dados e de programas da hp25.

Na minha opinião, um salto enorme em relação ao design da primeira calculadora hp lançada em 1972.





Algum tempo depois vi essa propaganda na revista Electronics e acabei traindo a minha hp25.




Apesar de ser poderosíssima e alfanumérica, deixava a desejar em matéria de design.

Comprei o módulo leitor de cartão magnético para a hp 41C e o expansor de memória para transformá-la na hp 41CV.




Também usei, por algum tempo, a TI 59 com leitor de cartão integrado, mas, apesar de poderosa, tinha um design horrível.




Também experimentei a hp 34C.


O grande problema dela é a montagem interna.
Os circuitos integrados não eram soldados e sim prensados na PCI.
Era só o tempo dos terminais começarem a oxidar para a calculadora parar de funcionar.
 
Mas, o design é legal.
Atualmente uso a calculadora programável hp35s que foi lançada em 2007 em comemoração aos 35 anos da primeira calculadora científica, a hp35.

A hp35s é produzida na China por uma empresa chamada Kinpo Electronics, Inc.




Tem também a notação polonesa reversa, que é uma mão na roda para fazer cálculos e programas, e o layout e cores lembram as das primeiras calculadoras hp, particularmente não gosto da combinação de cores dela. 

Pode alocar até 800 registradores para variáveis e possibilidade de armazenar cerca de 10 programas com até 999 linhas cada ou cerca de 10000 linhas de programas diversos.

Ela é alimentada por duas pilhas de Lítio modelo CR2032 (3V) que são muito usadas nas placas-mãe de computadores. 

Embora tenham baixa capacidade de corrente, essas pilhas são muito confiáveis, quando não estão em uso podem durar 10 anos e dificilmente vazam. 

Quando vazam, o eletrólito é volátil e faz muito pouco estrago.  

As duas pilhas são ligadas em paralelo, através de diodos, o que ajuda a prevenir a perda de dados e programas.

Mas ela tem alguns problemas graves.

Não existe nenhuma forma de comunicação que permita fazer backups dos dados e programas, consequência da baixa capacidade de corrente das pilhas.

Seu teclado, depois de um tempo, começa a apresentar mau contato.

E ela tem um super bug, dependendo da sequência de instruções que se faça em um programa, ela pode entrar em um loop infinito que é impossível de ser quebrado sem dar um reset geral na calculadora.

Acontece que ao dar esse reset geral, nessas condições, ela perde todos os dados e programas da memória.

Agora imagine, perder vários programas com centenas de instruções cada um pacientemente digitados, por causa de uma sequência imprópria de instruções.

Também uso a hp50g.
Tenho uma impressora vintage hp 82240B - comunicação infravermelho - que é compatível com a hp50g.




Agora, a hp35s e a hp50g ganharam uma companheira, a vintage hp42s que também é compatível com a impressora hp82240B ! Ela não tem um design bacana, mas tem um bom manual e a qualidade das antigas calculadoras.

 


Infelizmente a qualidade das calculadoras hp caiu muito. 
A hp50g também tem bugs e um manual simplesmente horrível.
O modelo atual é a hp Prime que também tem sérios bugs.



Acredito que o projeto de maior sucesso e que perdura até agora é a financeira hp 12C. Ela nasceu em 1981 e caiu nas graças dos diversos cursos e profissionais de gestão financeira. 




Atualmente, pode ser encontrada em vários sabores, mas o layout básico é o mesmo.
Inclusive existe um modelo que também pode ser usada no tradicional sistema algébrico, para aqueles que tem dificuldades em usar a magnífica notação polonesa reversa ( RPN - Reverse Polish Notation ).

  
Suas primas científicas hp 10C, hp 11C, hp 15C e hp 16C, não tiveram a mesma sorte.

Para conhecer mais sobre as calculadoras hp recomendo o site "The Museum of HP Calculators".
http://www.hpmuseum.org/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

#042 - Radioatividade do filamento da Magnétron #1

#037 - A radioatividade do Granito

#034 - Índice do Blog

#023 - Joule Thief

#038 - Chumbo na fumaça

#046 - Kit de Química da John Adams

#052 - Impressora Jato de Tinta