#085 - Acidez do Óleo de Oliva

                                     Índice do Blog

O objetivo deste ensaio é apresentar um método comparativo simples e rápido para determinar a acidez do óleo de oliva.

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini



                                Teoria do ensaio:

A qualidade do óleo de oliva está relacionada com a quantidade de ácidos graxos livres, quanto menor melhor.
No geral, as análises em laboratório são feitas titulando com uma base forte e usando a fenolftaleína como indicador

A estratégia deste ensaio é misturar vigorosamente a amostra de óleo com água tingida por um indicador de pH.
Os ácidos graxos livres eventualmente poderão baixar o pH da água
 e alterar a cor do indicador.


                                Procedimento:

Usei amostras de 10 mL de óleo em 50 mL de água.
Inicialmente, pensei em usar água destilada com uma pequena quantidade de uma base (para elevar o pH).




Ensaio do pH da água destilada, que certamente já está bastante contaminada com gás carbônico.

Mas, decidi usar água mineral com pH naturalmente alto, em torno de 8.

Dessa forma, posso usar o indicador Azul de Bromotimol. 




Ensaio do pH da água mineral usada neste procedimento, o valor mostrado no pHmetro é coerente com a cor do indicador usado (Azul de Bromotimol).




Escala de cores do Azul de Bromotimol.




Neste primeiro ensaio comparei duas amostras de óleo e uma amosta da água sem o óleo (blank).



 Cada frasco recebeu 5 gotas de Azul de Bromotimol 0,05%.




Os três frascos foram agitados fortemente por 20 segundos, a foto mostra o resultado depois que o óleo separou-se da água.

                                                Conclusões:

Podemos observar que a amostra de óleo da esquerda é um pouco mais ácida.
Embora, isso possa ser consequência da cor mais forte desse óleo.
Acredito que esse método, com pequenas modificações, pode ser uma opção interessante.
Uma possível modificação seria separar o óleo da água no final do ensaio, para reduzir a interferência na cor.  
Outra modificação seria aumentar a amostra de óleo para 20 mL.
Também poderíamos usar uma substância que ajudasse a separar os ácidos graxos do óleo, por exemplo; o etanol.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

#042 - Radioatividade do filamento da Magnétron #1

#037 - A radioatividade do Granito

#034 - Índice do Blog

#023 - Joule Thief

#038 - Chumbo na fumaça

#046 - Kit de Química da John Adams

#052 - Impressora Jato de Tinta