#073 - Radioatividade da Válvula de Raios X


O objetivo deste ensaio é detectar radioatividade em um tubo de raios X usado para radiografias em odontologia.

Escrito e desenvolvido por Léo Corradini

O óxido de tório pode ser usado nos filamentos dos tubos de raios X para melhorar a emissão de elétrons.
Usei o contador Geiger com um totalizador de pulsos que permite medir valores baixos de radioatividade porque podemos fazer medidas de longa duração.
 
Esse contador é constituído por uma válvula Geiger-Müller modelo LND712 com janela de mica que é sensível também às partículas Alfa.
A eletrônica do contador gera os 500V necessários para polarizar a válvula Geiger, ela também tem um condicionador de pulsos que são totalizados por um contador de 6 dígitos, tudo alimentado por 4,5V e com um baixo consumo de 3,5mA.
 
Fiz dois ensaios de longa duração.
O primeiro ensaio foi para medir a radiação de fundo.
No ensaio da radiação de fundo, nada foi colocado na frente da janela da válvula Geiger.
Esse ensaio teve duração de 1804 minutos, o totalizador indicou 37854 pulsos, resultando uma média de 20,98 CPM (contagens por minuto) que é um valor típico para a radiação de fundo.
 
A radiação de fundo é o resultado da radioatividade natural do ambiente, ela é composta basicamente pela radiação do radônio e carbono-14 presentes na atmosfera, também por múons produzidos na alta atmosfera e outros elementos radioativos que contaminam todos os materiais a nossa volta.
 
No segundo ensaio, o tubo de raios X foi posicionado com o filamento o mais próximo possível da janela da válvula Geiger.
Houve a totalização de 32034 pulsos em 1475 minutos que resultou 21,72 CPM.


 
Apesar do filamento estar separado da janela da válvula Geiger por 20mm e um vidro relativamente grosso, o valor um pouco maior demonstra que esse objeto é radioativo, a radioatividade extra do tubo de raios X somou-se àquela vinda do ambiente.




Assim, temos uma evidência que o filamento desse tubo é radioativo, em função da presença de óxido de tório.

Veja também:

Comentários

  1. ele é revestido com óxido de tório ou é fundido com óxido de tório?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

#042 - Radioatividade do filamento da Magnétron #1

#037 - A radioatividade do Granito

#034 - Índice do Blog

#023 - Joule Thief

#038 - Chumbo na fumaça

#046 - Kit de Química da John Adams

#052 - Impressora Jato de Tinta